A BandNews FM vai conquistando o público da Fórmula 1

Foto: AFP
Sem muito alarde, quietinha, a BandNews FM (96.9 MHz, em São Paulo)  vê seu público da Fórmula 1 crescer a cada corrida. A emissora é a única a transmitir todo o Mundial 2018 para o Brasil e, com apoio da rede nas principais capitais do país, chega a atingir mais de 1,6 milhão de pessoas durante toda a temporada, segundo suas estatísticas. E, este ano, com a transmissão de mais corridas pelo sinal fechado de tevê por conta da Copa do Mundo, estes índices deverão ser maiores.

Odinei Edson, 54 anos, irmão de Osmar Santos e Oscar Ulisses, trocou o futebol pela F1 e comanda as transmissões há duas décadas. O sucesso da F1 no rádio veio de sua aposta em jornalismo, mantendo sempre um repórter ao vivo em todas corridas. A repórter atual é Julianne Cerasoli, em sua segunda temporada na emissora. Competente, rápida, Julianne traz ao vivo as falas de pilotos antes e depois de cada corrida, comenta e faz observações espirituosas, traduzindo as rápidas conversas entre os pilotos e a equipe ao longo das provas. Nos outros estúdios, em São Paulo, Alessandra Alves, tão bem informada quanto Julianne, analisa e faz previsões certeiras sobre o que acontecerá nas próximas voltas.

Confesso que estou surpreso com as reações às minhas participações nas transmissões deste ano. Mensagens chegam de vários pontos do Brasil, cumprimentos, críticas, sugestões, etc. Minha relação profissional com Odinei Edson vem de muito longe, desde os tempos da equipe do Pai da Matéria na rádio Globo. Estivemos juntos em corridas, nos Jogos Pan-Americanos de Caracas, na Olimpíada de Los Angeles entre outros. E sempre achei que seu futuro no rádio estava mesmo no automobilismo. E não estava errado. Mistura conhecimento técnico com bom humor, mantém o ritmo e não perde o timing com as entradas de repórteres e comentaristas.

No rádio, estive ao lado do Barão Wilson Fittipaldi, algumas vezes, no microfone da Jovem Pan – o Barão me ajudou muito no começo da carreira – e depois na rádio Globo com Osmar Santos, Jorge de Souza, Carlos Aymard, Braga Júnior com quem trabalhei em dezenas de grandes prêmios acompanhando Émerson, Piquet, Senna, Pace, Barrichello, Massa.

Este ano estou sentindo a repercussão das transmissões e deste blog na Gazeta Esportiva, mantendo um debate constante nas redes sociais. O interesse prova que a Fórmula 1 continua atraindo um grande público e a ausência – temporária, acredito – de pilotos brasileiros não está afetando o fascínio pela principal categoria de automobilismo do planeta.

Neste domingo, será a vez do GP da Inglaterra, em Silverstone, onde Lewis Hamilton é a grande estrela com quatro vitórias e três poles consecutivas. Odinei Edson vai comandar a transmissão.

E o GP Brasil F1 2018, dias 9, 10 e 11 de novembro em Interlagos, vem aí para, talvez, apresentar um novo – pentacampeão? Mundial. E a BandNews estará lá como emissora oficial da prova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *