Eu nunca mais vou…

Vítor Pereira durante clássico em Itaquera (Foto: Divulgação/Rodrigo Coca)

Ah…Cazuza!

A vida feita de erros e acertos merece que se fale mais do certo!

E como você acertou compondo e cantando “Exagerado”!

Pois que somos o povo, o país do exagero!

O verso completo aí de cima: “Eu nunca mais vou respirar… Se você não me notar… Eu posso até morrer de fome… Se você não me amar”

Exagerado!!!

E, claro que o Vítor Pereira não teve tempo de descobrir como somos, e como queríamos que ele fosse… Até porque duvido que ele topasse mudar seu jeito de ser para agradar gregos e corintianos.

Vitor Pereira não precisa do Corinthians! Isso, nós sabíamos. Mas não precisava dizer. Tinha de fingir estar compungido. Ah…

O Corinthians não precisa de Vítor Pereira. E VP sabe disso!

Mas não pode dizer!

Acho que teremos de consultar o guia dos donos da verdade pra saber o que pode!

Ah… Não pode!

E virou uma guerra pra saber quem tem razão nesse embate de nada!

Sobraram críticas ao treinador, claro, porque o torcedor tá de paciência esgotada, e porque o coleguinha pode precisar de apoio amanhã.

Mas não foi a primeira vez: Evaristo de Macedo e Luiz Felipe Scolari já fizeram, e saíram ilesos!

Toda essa discussão inútil enquanto rola assunto mais grave, dramático, e perigoso!

Depois do sucesso dos bandidos que ameaçavam o jogador Willian e seus familiares, provocando a saída do meia e sua decisão de voltar pra Europa, mais um atleta corintiano estaria na mira: o lateral Fágner, tido como principal culpado na derrota para o Palmeiras!

O filho do atleta teria recebido mensagens ameaçadoras!

O Fagner falhou? Falhou! Explica, mas não justifica! Faltando atitudes severas: a policia investiga e prende. A justiça solta. A diretoria corintiana fica muda! Não se manifesta!

Hora da mídia cobrar, cobrir, enfiar o dedo na ferida, e exigir providências, antes de uma tragédia maior.

Mudando de assunto: a coisa anda tão largada no exagero que tem coleguinha chamando o Palmeiras de “quase” campeão! Com 22 rodadas? São 38… Ou mudou alguma coisa?

É, Cazuza… Exagerado é pouco para o brasileiro sedento… de confusão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *