Verdão: elas por elas

Foto: Adriana Spaca/FramePhoto/GPress

Alguém aí viu os jogos de sábado do Ajax e do Campeonato Inglês? Quem viu levante a mão e faça seu testemunho sobre o tempo que os juízes lá levaram a cada consulta ao VAR. Era tip-top, assunto resolvido, pênalti ou segue o jogo.

E, qualquer que fosse a decisão, os jogadores se reposicionavam em campo e bola pra frente.

Agora, reveja o que ocorreu nesta tarde de domingo no Allianz Parque e compare.

A cada decisão do juiz, meia hora de espera, sem contar o tempo extra que os jogadores penalizados acrescentavam com reclamações estéreis. Bola mesmo que é bom, nadica da nada.

Bem que o Verdão, na estreia de Luís Adriano e no retorno de Vítor Hugo, começou atacando um Bahia ultra desfalcado. Dentre esses desfalques, Artur, o menino emprestado pelo Palmeiras que anda encantando nossos gramados: veloz, hábil, inteligente tem sido o maior assistente da temporada, e, na minha opinião, o melhor jogador do Brasileirão até aqui.

E assim o Verdão abriu a contagem com Dudu. Logo, pois, arrecuou os arfos, e ficou ali esperando o tempo passar. Tempo que se abreviou para Felipe Melo, justamente expulso no final do primeiro tempo.

Como a presença de, no mínimo, dois volantes pra Felipão é questão de vida ou morte, lá vem Tiago Santos, no segundo tempo, o que permitiu ao Bahia passar a assediar o Palmeiras, até empatar, de pênalti cobrado por Gilberto, que havia perdido gol certo na etapa inicial.

O Verdão, porém, respondeu de imediato, novamente com Dudu para Gilberto, novamente de pênalti empatar definitivamente o jogo.

Dessa forma, ficaram elas por elas na briga pela liderança do Brasileirão, e o Santos segue à frente, com certa folga.

8 comentários

  1. Alberto Helena Jr.

    Elas por elas até a página nove pois se eu não estiver errando na matemática o Verdão diminuiu a diferença de 4 para 3 pontos para o ainda líder Santos, porém essa liderança do Santos é que nem odalisca sozinha no meio do deserto não passa de miragem, com mais duas rodadas estaremos no mínimo empatados na liderança com o time da Vila Belmiro isso se não tivermos já empatados na próxima rodada, enfim devido as circunstâncias do jogo o resultado foi bom para o Verdão e aquele segundo penalti para o Bahia eita mandrakaria sô como a gente diz no interior. Saudações palmeirenses.

    1. Você é muito otimista,com esse futebol que não ganha há 6 partidas é muito clubismo de sua parte.Pois quem vem chegando e com certeza quando assumir a liderança não perderá mais é o Mengão!Meteu 3 no greminho deu olé e o falador Renato ainda disse que não foi dominado no Maraca e disse que levou,3 gols de bobeira, o Mengão dominou o jogo do começo ao fim e como está jogando o Arrasacaeta e Everton Ribeiro,! Esses times paulistas nenhum será páreo para o Mengão!!

      1. Alberto Helena Jr.

        Queria cumprimentar meu amigo rubronegro Oliveira e dizer obrigado pelo elogio pois a gente tem que enfrentar a vida com otimismo pois senão for assim aí é que a vaca vai para o brejo com bezerro e tudo, o time da gavea vem comendo pelas beiradas e isso é perigoso para quem quer ganhar a competição, porém convenhamos muito estranho a postura do Grêmio nesse resultado contra o Flamengo senão vejamos o time sulista vai para uma semifinal da libertadores contra o Verdão e já não almeja mais nada no brasileirão a não ser fugir da zona do rebaixamento então seu foco está no torneio sulamericano enquanto que o Verdão luta nas duas frentes no brasileiro contra Santos e Flamengo e aí o que faz o time do Renato gaucha alivia no jogo contra o time da Gavea jogando mau e porcamente para deixar o brasileirão meio que embolado e colocar pressão no time do Verdão obrigando na visão deles o Verdão a colocar o time principal também no brasileirão, assista Oliveira o jogo de sabado entre o Palmeiras e o Grêmio pelo brasileirão e depois na terça feira pela semifinal da libertadores e você vai entender o que eu quis dizer. Um abraço e saudações palmeirenses.

  2. Alberto,
    Eu cheguei até a defender o uso do VAR no futebol para acabar com os erros grotescos dos árbitros de futebol no Brasil.
    Estou começando a mudar a minha opinião a respeito disso, mas não pela demora na decisão (que aliás é ridículo).
    Acho que é fato o aumento do número de gols resultantes de penalidades máximas e também o aumento no número de gols (alguns bonitos) anulados por impedimentos de alguns centímetros que o bandeirinha não viu, ou de alguma falta em lance anterior (que também os árbitros de campo não viram).
    É claro que se foi penalty o time que sofreu a infração tem o direito da marcação, mas na minha opinião está ficando muito chato.
    Poderia-se utilizar o VAR, talvez, para denunciar atos anti-desportivos, como por exemplo uma cotovelada fora do lance do jogo ou simulação de falta (a la Neymar).

    1. Meu caro WAR, é justiça! Então pare de reclamar além do mais se não fosse o WAR,ontem no jogo do porco,o Bahia com certeza sairia derrotado, pois a arbitragem sempre tende a favorecer o time grande e ainda mais em casa!

  3. Caro mestre, peço vênia para repetir aqui o que afirmei ontem:”Um dito palaciano estabelecia que à mulher de Cesar, não bastava ser honesta, tinha que parecer honesta.Podemos parafrasear tal postulado para o tal de árbitro auxilar de vídeo. No jogo do Palmeiras , nas duas oportunidades dos pênaltis, para o Bahia, levaram uma eternidade de conversa(conluio? Conchavo?) com o árbitro de campo. Como diria minha avó, calabresa: “ma chi gazzo parlano tanto?” Não ficaria muito melhor se ao detetarem um lance, justificavelmente revisável, dissessem ao árbitro de campo: Fulano revisão! O “fulano, dirigir-se-ia ao monitor e se houvesse algo a discutir o fariam ali. Do jeito que fazem parece que primeiro precisam de uma catilinária digna de Catlinia e uma retorta típica de Cícero. Managgia Porco Dio!!!”

  4. Caro, Alberto Helena

    Neste fim de semana vi vários jogos da Europa, tais como os jogos do Liverpool, Manchester United e City,
    Benfica, Porto e Sporting.

    Existe VAR em todos os jogos e em todos foi accionado e realmente é bastante rápido e fiável.

    No Brasil, sigo os jogos dos grandes e, em especial dos clubes do Rio e de São Paulo,

    Pelo que vejo não fico nada admirado pela demora do VAR em confirmar um lance, no Brasil.

    A razão de não ficar admirado é pelo facto que no Brasil a desordem é brutal, desde os governantes até ao futebol, que é das coisas menos importantes de um país.

    O que se pode esperar se não existe calendário de jogos definidos antes do começo de cada época, onde um clube que dispute algum jogo da Copa Brasil, nesta semana só jogue este jogo ao fim de semana e não tenha rodada do Brasileirão?

    Só deveria haver jogos quarta e domingo para os clubes que disputam competições sul americanas, tais como a Libertadores, mas mesmo estas deveria ser só 2 jogos por mês (ida e volta).

    Só assim, qualquer clube que dispute estas competições sul americanas poderiam também disputar correctamente o Brasileirão e, em vez disso vemos estes clubes a desprezarem uma competição por outra jogando as reservas no Brasileirão para poder descansar os seus atletas para os jogos das competições sul ameicanas e, isso é inadmissível, na Europa, pois isso desvirtua a verdade desportiva e nenhum clube na Europa vai deixar de disputar com todas as forças TODAS AS COMPETIÇÕES que disputa, primeiro os seus adeptos não PERDOARIAM e segundo os dirigentes destes clubes também não e terceiro os seus TÉCNICOS não são formatados com este pensamento e por ÚLTIMO os seus atletas querem GANHAR TUDO, se possível.
    Como é possível ver vários campos de futebol ,de clubes da primeira divisão, serem verdadeiros batatais a céu aberto, dando a possibilidade maior de contusões aos atletas e de não conseguirem por isso de praticar um futebol mais rápido e fluído?

    Como pode haver transferências de jogadores e de treinadores?? a meio das competições desvirtuando a verdade desportiva dos campeonatos.

    Vejo clubes que começam o Campeonato Brasileiro e a meio da época vendem jogadores e até treinadores saem de um clube para outro sem serem despedidos, ou seja saem de um clube onde assumiram um compromisso de dirigir este clube e saem a meio da época porque aparece outro clube a oferecer mais dinheiro??? Isso será de um VERDADEIRO PROFISSIONAL ou de uma pessoa sem palavra?? Sem palavra para o seu clube e para os seus comandados (os atletas).

    Como é lógico só se pode esperar essa desordem do VAR, no Brasil,

    Primeiro uma demora sem sentido nenhum para se tomar uma decisão.

    Segundo os árbitros falam em demasia com os jogadores, veja-se o caso da demora que se vê ao cobrar uma falta ou um canto (escanteio).

    Na Europa os árbitros não andam constantemente a dizer para os jogadores não se agarrarem! Na Europa é mais simples: os jogadores sabem que não se pode agarrar dentro da área e se agarrarem é penalti!

    Devemos sempre estar na disposição de aprender com os melhores e sempre com o objectivo de melhorar e sermos melhores do que os melhores, isso se aplica com a calendarização racional dos calendários das diversas competições, com a colocação da relva (gramado), com a actuação dos árbitros, e com a utilização do VAR.

    É simples, não é, ou não…?

    Bem Haja

  5. Rapaz que jogo!!!! Helena,, o meu maior medo é o time pisar em ovos no segundo jogo…. A penas um gol deles e tudo vai para as penalidades máximas (que nada é mais do que treino e cabeça fria)…. Penso que o Palmeiras tem que esquecer essa vitória se quiser se classificar…. Cada jogo uma nova história é cravada no tempo exato…. Isso me dá calafrios, porém, com muitas esperanças… E dizer que a cor da esperança é verde… Eu, sinceramente, respeito muito o time do Grêmio… Sou filho de gaúchos, nascido no Paraná., adoro o Rio Grande do Sul, mas sou Palmeirense fanático… Nem dormi bem noite que passou… É tudo sinto é emoção, muita emoção. Vamos verdão… Já estou sonhando acordado… O que me ocorrerá se vier o segundo caneco mundial?
    Abraços Alberto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *