O respeito da individualidade

A mediação do conhecimento no processo de Educação, em todos os componentes curriculares, exige que a tarefa, problema, desafio ou qualquer outro nome que seja proposto, deve permitir/favorecer a aprendizagem de todos os estudantes, não apenas dos mais hábeis ou com conhecimentos prévios que lhes permita respostas (em todas as áreas do conhecimento) resultado da aprendizagem significativa.

No espaço em que a corporeidade é manifesta, as aulas de educação física escolar, esta preciosa definição – Respeito a individualidade dos alunos – sobre interferências que não se encontram presentes ou determinantes em alguns dos componentes curriculares.

Como então oferecer oportunidades a todos e todas discentes nas aulas de Educação Física, Educação Artística e Lingua Portuguesa, por exemplo no respeito integral às suas possibilidades, competências e sentimentos na resposta que é esperada?
A expressão artística, a escrita de um texto são atividades individuais e altamente respeitadas, não é?
E nas aulas de Educação Física como podemos respeitar a todos e todas? Certamente, não é a reprodução do esporte institucionalizado e com todas as regras que estão presentes na competição.
Neste conceito me faço valer de uma frase do professor Waldir Beltrame: “Vença o programa sem derrotar as crianças”. Me parece uma frase repleta de significado altemante relevante.

Daniel Carreira Filho

Um comentário

  1. Professor, uma ótima reflexão. Evito a competição exacerbada em minhas aulas, mas… E no caso de brincadeiras e jogos das culturas indígena e africana? Eu sempre tematizo pois considero de extrema importância para a formação conhecer sobre essas culturas. Porém, muito das atividades dessas culturas estão ligadas à competição, atividades que não são adaptáveis.

    Eu sempre falo sobre a questão da competição com os alunos, ainda opino que, na minha concepção de mundo ideal, o máximo de competição que terá é quem consegue pegar um lugar bom num transporte público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *