CATADÃO AMARELO DO FELIPÃO – capítulo 5

Depois de assistir aos jogos do Borussia e do Bayern, o que dizer da Seleção Brasileira? Você ficou feliz com o empate diante da equipe quase reserva do Chile?
Não temos um time. Temos um catadão de última hora. Não há espaço nem para treinar nem para administrar nem para pensar um futebol razoável nesse país. Jogadores baladeiros, pensam mais na roupa e menos na profissão – mais nas marcas, menos no respeito ao torcedor. São vítimas e algozes de um processo perverso chamado futebol. Esta modalidade – há muito tempo, virou um processo porque é acometido de jogos de poder – submissão e sujeição.
Enfim, não vou me manifestar uma vez mais para que os ufanistas não se sintam ofendidos. Sei do sentido emocional que esse time deveria ter e exercer no imaginário emocional e social brasileiro.
Só digo uma coisa: o desenho do fracasso só não está mais delineado por falta de folha e de vergonha!
E podem reclamar à vontade! sei que é duro encarar a verdade. Especialmente num país que tem (ou tinha) sua identidade pautada numa equipe que já foi importante politicamente para o Brasil.
Hoje é apenas um joguete de marcas publicitárias e um desfile de moda. E ponto!

8 comentários

  1. Parabéns. Diferente do Thiago (que deve ter compromissos ocultos) você expressou a opinião da torcida brasileira, que não aceita mais essa mentira que se chama futebol brasileiro!

  2. Assisti a esse jogo e honestamente, e melhor o Brasil nem participar da Copa no ano que vem pois pode tomar de quatro que nem o Barcelona e Real Madri. Nao tem mais tempo pra preparar uma equipe que consiga ao menos competir de igual para igual contra Alemanha por exemplo. Comecando com o Marin e terminando no Felipao, eu ja nao tenho a menor esperanca de titulo no ano que vem.
    Joao Ricardo, estou profundamente desapontado….

  3. Caro amigo Joao, e muito triste realmente a situaçao em que se encontra o futebol no Brasil. Mas o mais triste ainda e pensar que a maioria de nossa populaçao e surda e cega para o que esta acontecendo ou se faz …. e isto para os mandatarios de nosso futebol e uma combinaçao perfeita …povo omisso e midia vendida!!!!! Parabens pela tua coluna mais uma vez e por favor nao pare continue um dia começarao a acordar….
    Abs

  4. João ja se foi o tempo em que nossa seleção dava espetaculo , quando jogadores sabiam que o auge era a seleção , hoje não estão nem ai , querem saber de grandes contratos . Tambem se foi o tempo que se ganhava só com talento , hoje no futebol se não correr , não se ganha de ninguem e o dificil é fazer jogadores que ganham milhões correr uns pelos outros . Na copa o que esperar ? Futebol é complicado , pode até ser que chegamos longe , pois é imprevisivel , mais estamos muito longe de Espanha , Alemanha e Argentina , que tem tambem seus jogadores que ganham milhões , mais que jogam com amor a patria . Abraço .

  5. PARABÉNS PELO SEU COMENTÁRIO EM RELAÇÃO A SELEÇÃO BRASILEIRA,NO JOGO DE ONTEM ASSISTI MIAS PARA TORCER PELO ZAGUEIRO GONZALEZ DO CHILE QUE É JOGADOR DO MEU MENGÃO E POR SINAL MARCOU UM BONITO GOL NA ZAGA FORMADA PELO ATLETICO MINEIRO E CRUZEIRO QUE NÃO JOGAM NADA.INFELIZMENTE O CHILE NÃO GANHOU MAIS MERECEU GANHAR.

  6. João Ricardo,

    A VOLTA DO COMPLEXO DE VIRA-LATAS

    Há cinquenta e tantos anos, Nelson Rodrigues, escrevia um dos textos mais brilhantes da história do futebol brasileiro… Afirmava que, tão somente, o “complexo de vira-latas” poderia inibir o talento e criatividade do jogador brasileiro. Pois bem, meu querido “anjo pornográfico”: o que vimos ontem, diante da “quase” seleção chilena (eu disse seleção chilena) foi o enterro simbólico daquilo que restou do futebol brasileiro.
    Nosso futebol, Nelson, faz tempo, adquiriu a personalidade dos gângsters que o dirigem e, em troca de favores, pontos de audiência, dólares em paraísos fiscais, estádios e até roubo de medalhas de juniores, esqueceram da essência do futebol. O que vimos, ontem à noite, foi um bando de chuteiras sem pátria, sem esquema de jogo… Vimos uma orquestra de latas de lixo, vazias, e um maestro ultrapassado tanto em ideias quanto em conhecimento tático. Levamos um “vareio” dos chilenos, Nelson, e apesar do “honroso” empate o Mineirão não se calou… O grito de “olé”, quando do toque de bola dos reservas chilenos, entrou em nossos ouvidos como um réquiem acompanhando o funeral do nosso futebol.
    Triste, muito triste!

  7. El futbol ha cambiado mucho, es necesario la continidad en los procesos y eso salvo Uruguay y Venezuela actualmente y en su momento Paraguay no se ve aqui, el tecnico Joakin Low de Alemania lleva minimo dos mundiales con este que se va a disputar al frente de su seleccion, Del bosque igual en Espana, Prandelli en Italia, resultado?? selecciones solidas que saben lo que quieren y a que juegan, el brasil de Dunga puede que no gustara su estilo pero era una seleccion solida que gano a la Argentina dos finales de Copa America y estuvo 4 anos ganando todo y solo por perder 2 a 1 contra Holanda en el mundial 2010 en cuartos lo sacan, ponen a Mano Menezes y cuando esta empezando a verse un resultado lo sacan y colocan a este Vegetal de Scolari ultrapasado, resultado?? quizas la peor verguenza que pasara el futbol de Brasil en su historia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *