O jogo da década!

Depois deste Santos 4 x 5 Flamengo vai ser difícil assistir futebol daqui para frente. Os 3 gols iniciais e fulminantes do Santos indicavam uma goleada histórica. Até que Ronaldinho Gaúcho começou a mudar o enredo da partida e, junto com Neymar, trouxe de volta a alegria aos nossos gramados naquela noite memorável de 27 de julho de 2011.

Luxemburgo comentou, após a partida, que “parar Neymar é só na bazuka”. Gostei muito da coletiva do Muricy Ramalho. Esperava aquele sujeito marrento, bravo, grosseiro (atitude que, sabemos, é apenas para poupar o treinador de expor seus atletas e manter o jeito folclórico de falar com a mídia após os tropeços do time). Desta vez, apesar da derrota, Muricy estava satisfeito com a equipe do Santos. Depois de um espetáculo daquele, realmente, não tinha como ficar com o humor virado. O resultado, os números da partida, tudo ficou para um segundo, terceiro, quarto, quinto plano.

O que valeu, mesmo, foi a magia do futebol brasileiro voltar, assim, sem avisar, numa noite de inverno no gramado da Vila mais famosa do país: a que trouxe o Rei Pelé para o mundo!

A condição psicológica do Flamengo foi digna das melhores notas. A equipe não se abateu em campo – nem com os 3 gols iniciais do Santos. Teve calma, soube construir o placar, foi extremamente disciplinada em todos os sentidos e manteve-se concentrada e ativada adequadamente durante os noventa minutos.

No lado do Santos, o futebol moleque, travesso, rápido, fantástico de uma equipe cuja escalação faz os olhos de qualquer boleiro brilhar, prendeu a atenção dos presentes e deixou todo mundo grudado diante da tv.

O lado dramático do jogo ficou por conta de Elano que tentou – visivelmente – mostrar ao mundo que havia superado a perda da penalidade pela Seleção e, no momento mais crítico e decisivo da partida, tentou uma cavadinha e entregou a bola de presente ao goleiro Felipe. Depois pediu desculpas publicamente e reconheceu o erro. A melhor forma de revelar a tranquilidade naquele momento , sem dúvida, era cravar a bola no canto do goleiro e sair para o abraço. Como o “se” não entra em campo, fica a dura lição para o atleta que – após a partida – revelou chateação com as vaias e que seu pai foi perseguido por bandidos após a eliminação da Seleção. Elano chegou a cogitar deixar o clube – o que seria uma grande pena dada sua identificação com o clube e a importância de sua história nos títulos recentes do Santos. Tomara que ele reveja esta posição e a torcida tenha a devida paciência com o atleta.

Perto do centenário do nascimento de Nelson Rodrigues, fico aqui pensando o que o jornalista e dramaturgo teria escrito sobre esta partida. Mesmo tricolor de coração , Nelson teria escrito uma daquelas crônicas de tirar o fôlego e sorrir a alma. Seu irmão, Mario Filho (este sim, rubro-negro) estaria até agora estático, em frente à televisão vendo e revendo as jogadas de Neymar e Ronaldinho Gaúcho. O saudoso Armando Nogueira – no alto das estrelas – sorriu poeticamente para aquele iluminado 27 de  julho de 2011.

Obrigado a todos os atletas, atores, treinadores, malabaristas, artistas e gênios pelos noventa minutos que ficarão eternalizados em nossa memória!

Num jogo como aquele, não apenas o Flamengo saiu vitorioso…

21 comentários

  1. PELA QUALIDADE E TRADIÇÃO DAS DUAS EQUIPES, SEM DUVIDAS, FOI A MELHOR PARTIDA DOS ULTIMOS ANOS, JOGO ABERTO E SEM MEDO DE TOMAR GOLS, E ONDE OS DOPIS PRINCIPAIS ASTROS BRILHARAM CORRESPODENDO AS ESPECTATIVAS DE TODOS OS AMANTES DO FUTEBOL, FORAM DESTAQUES NA MIDIA MUNDIAL COMO NAO PODERIA DEIXAR DE SER. ESSE ´PE O FUTEBOL MAGICO BRASIEIRO QUE ANDA ESCASSO.

  2. O jogo foi tão atípico que mesmo o Flamengo perdendo por 3 x 2 o goleiro Felipe fez embaixadinha após defender o penalti mal cobrado de Elano. Sensacional espetáculo!! Isso, outra vez, só daqui a 20 anos.

  3. Lindo artigo de João Ricardo, lindas palavras nesta ultima parte , nos agradecimentos.
    Agora, mais bonito ainda é ver meu mengão sendo referencia para todo o Brasil.
    Vamos lá mengão.

    1. Se até 31 de Dezembro de 2020 não aparecer algum jogo melhor que esse, será o jogo da década 2011-2020. A década de 2001-2010 já foi, e o melhor jogo dela deve ter sido Milan 3 x 3 Liverpool pela final da Champions League… sem querer ser chato xD

  4. Oi
    O jogo realmente foi bom de assistir,
    mas o Muricy deve ter ficado p da vida
    o Santos folgou deu muito espaço – a defesa uma peneira
    estavam entrando como queriam
    e o Rafael tão bem em outras jornadas, estava péssimo ontem
    atordoado com as bolas cruzando sua área
    fosse a Seleção agente não estaria tão extasiado,
    não quero ser chato (mas talvez sendo)
    num jogo de 5 a 4 alguma coisa está errada
    e do penâlti
    reconheceu o erro, chorou as pitangas
    mas não aceitou as vaias
    exige q a torcida respeite sua história
    o Muricy deve lembrá-lo q ela não entra em campo
    menos Elano,
    vaia faz parte

  5. Sou Santista doente, fanático, roxo… chamem como quiserem. Até os 3 x 2, para o Santos, eu estava torcendo. Depois disto, parei de torcer, para assistir à mais bela partida de futebol que presenciei. Óbvio que os 3 pontos seriam muito benvindos, mas, no final das contas, o ganhador foi o que menos importou!!

    1. Esse belíssimo jogo, só poderia render um belíssimo texto. Parabéns professor, vc conseguiu falar por todos nós! E que esse jogo sirva de exemplo, já estava cansado de dormir no meio das partidas de futebol!!!

  6. “O jogo da década ” é exagero, e muito. Foi o jogo da semana e olhe lah.

    2 times com defesas fracas, que levam caminhões de gols …

    porque o super Flamengo não conseguiu sequer passar pelo Ceará na copa do Brasil; porque o fenomenal Santos levou recentemente de 3x 0 do palmeiras, querem chamar esses times de super times, só mesmo no calor da hora.

  7. rapaz você é um tonto mesmo… você não sabe divagar no texto e saborear a delícia que é ler um texto lindo e bem escrito como este. o jogo foi maravilhoso sim e sem menosprezar ninguem este jogo mostrou o quanto estas equipes estão acima das outras equipes brasileiras

  8. Faltou o cara que sabe marcar, o cara é o Adriano….o Ganso, Arouca só querem bola no pé para fazerem as jogadas….a falha estava aí,um cara de marcação em cima do Gaucho….

    Mesmo perdendo o Santos foi ótimo…que alegria, sunca senti alegria numa derrota…kkkk

      1. Você falou a coisa mais certa até agora…..torci para o futebol brasileiro, onde o Grande Santos e nunca fica com medo de ninguém foi pra cima, correu todos os riscos…más mostrou que futebol é assim mesmo…valeu mesmo foi um filme de cinema.

        E lembrar que o Palmeiras alguns dias atrás foi até a Vila Belmiro e ganhou o jogo e quase mata o Neymar de tanto pontapé…

  9. Simplesmente sensacional!!
    O futebol venceu! Só abro um parênteses para a atitude do Elano que se preocupou mais com seu nome do que com a instituíção,embora o goleiro Felipe tenha defendido,essa foi uma grande ” bola fora!”

    1. Valeu Chico! muito obrigado. Realmente foi um jogo memorável e de uma beleza ímpar! Deu para matar um pouco as saudades do futebol. Grande abraço a você e a todos os amigos… João Cozac

  10. sem eu quere ser chato, augusto, pelo menos esse santos e flamengo contou com o verdadeiro futebol brasileiro, coisa qeu liverpol e milan, nao representam o futebol de seus respectivos paises, haja visto a dependencia do futebol deles dos jogadores estrangeiros, alem de serem equipes de paises diferentes, ou seja meritos maior ainda ao nosso futebol que ´so ele é capaz de protagonizar espetaculos assim usando nossos propios jogadores, ou seja 100 por cento futebol brasieiro, mais o sentimento de orgulho e brasilianidade é maior ainda,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *