Esporte e Longevidade V – Longevidade Feminina

Há quase dois meses escrevemos um artigo sobre longevidade esportiva.

O tema tinha como personagem e principal figurante Frederico Fischer, contemporâneo de nomes como Figueiredo Ferraz e Bento de Assis, e que prosseguiu na natação máster até perto dos 100 anos, ainda em grande forma, quando  se transferiu para a cidade de Peruíbe.

Agora, chega a nossas mãos uma publicação de “A Gazeta de Limeira”, datada de primeiro de junho deste ano, sobre a nadadora Sylvia Negro Corrêa da Silva, enviada pelo seu viúvo e meu primo, Luiz Carlos Corrêa da Silva, nome este ligado a Fernando Corrêa.

Sylvia nos leva a destacar a chegada do sexo feminino à Natação Brasileira.

O artigo abaixo, publicado pelo órgão de imprensa de Limeira, relata a maestria que ela demonstrou ao longo de sua carreira de nadadora:

Homenagem a nadadora Sylvia Corrêa da Silva que nos deixou aos 87 anos

Faleceu no último dia 15, em Limeira, Sylvia Negro Corrêa da Silva, aos 87 anos, nadadora máster do Limeira Clube. Foi uma das atletas que mais conquistou medalhas por nossa cidade.
Foi vice-campeã Sul-Americana na Venezuela em 2007 nos 200m costas e medalha de bronze nos 100m costas.

Em 23/05/1998, na Hípica de Campinas, foi campeã nos 50m costas e nos 50m livre. No Festival Máster do Limeira Clube, em 27/03/1999, foi campeã nos 50 e 100m costas e nos 50m livre.

Na Cia Atlética Paulista, em Campinas, no dia 28/08/1999, ganhou as provas dos 50m livre, 50m costas e do revezamento 4 x 50m.

Em Salvador, no Campeonato Brasileiro realizado em 30/04/2000, foi medalha de bronze nos 100m costas. Já no Campeonato Paulista de Araraquara, em 10/11/2001, foi ouro nos 100m costas e prata nos 50m costas.

Ainda em 2001, no dia 25/03, participou do Festival Máster do Limeira Clube e como sempre, brilhou, ficando em primeiro lugar nos 50 e 100m costas, além dos 50m livre.

No Campeonato Brasileiro de Santos, faturou a medalha de bronze nos 50m costas. Também pelo campeonato nacional, só que em Uberlândia, Minas Gerais, em 20/04/2002, repetiu o bronze, mas nos 100m costas.

Dona Sylvia ainda bateu os recordes dos 100 e 200m costas em 14/03/2004 no Limeira Clube, ganhando o certificado da Unami. Em 21/04/2005, no Tênis Clube de Campinas, subiu ao pódio em terceiro lugar nos 200m costas no Campeonato Brasileiro.

Em todas as competições que participou, Sylvia Negro Corrêa da Silva foi acompanhada do marido, o também nadador e campeoníssimo Luiz Carlos Corrêa, o “Lemão Corrêa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *