VAR ajuda, Vasco, vice de novo, não. Flamengo virtual campeão no Rio.

Foto: MAGALHÃES JR/PHOTOPRESS/Gazeta Press

A reconhecida superioridade do Flamengo sobre os demais no Rio ficou comprovada hoje na primeira partida da final no Nílton Santos.

Vitória fácil contra o Vasco que não ofereceu a menor resistência.

Foi 2, mas se não fosse o VAR, que convenceu e iludiu o árbitro Rodrigo Nunes de Sá, era para ser de 3.

Arrascaeta não pode ser banco em hipótese alguma.

Abel que se vire.

Bruno Henrique viveu mais uma tarde inspirada e acabou decisivo. Se tivesse um pouco mais de controle emocional não perderia por causa do cartão a festa programada para domingo no Maracanã.

Embora o futebol seja surpreendente, acho dificílimo o Vasco reverter.

Alberto Valentim errou. De novo.

Maxi Lopes é lento e para o jogo que o Vasco tentou propor, contra-ataque, não resolveria nunca.

A nota triste foi registrar 9 mil pagantes no estádio, reflexo da briga idiota e da vaidade sem fim dos dirigentes. Ainda assim tem tudo para terminar com casa cheia domingo e premiar o melhor do Rio.

3 comentários

  1. Dessa bagunça toda que é o futebol carioca, vale salientar que a final entre Brasiliense e Gama, na final do Candangão, deu mais público que a final do Rio de Janeiro.

    Só pra comprovar a INCOMPETÊNCIA dos dirigentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *