Se Rueda não atrapalhar, Flamengo pode ser campeão no Maracanã.

Foto: EITAN ABRAMOVICH/AFP

Agora mais do que nunca está nas mãos de Reinaldo Rueda. Vencer o Independiente por dois gols de diferença não será tarefa fácil no Maracanã.

É nítido o desgaste físico do time do Flamengo que fez mais de 80 jogos em 2017. Terá que ser na base da disposição.

O Flamengo não fez um jogo ruim em Avellaneda. Abriu 1 a 0 e poderia ter resistido mais. Se tivesse virado 1 a 0 a história seria outra. O gol de empate ainda no primeiro tempo mudou a cara do jogo. Como era de se esperar, o Flamengo não resistiu, cedeu o segundo gol e caiu na Argentina.

O Independiente tem um time infinitamente superior ao do Lanús, finalista Libertadores. Jogadores rápidos, envolventes e que não guardam posição.

O Flamengo contará com 60 mil pessoas no Maracanã. Rueda porém precisa ajudar. Pará, Trauco, Arão e principalmente Everton Ribeiro foram muito mal.

É óbvio que não dá para simplesmente trocar 4 ou 5 peças, meio time, para uma decisão. Mas Everton, que entrou bem, não pode ser reserva. Os laterais não são confiáveis e Willian Arão errou tudo.

Diego está cansado.

Rueda vai ter uma semana para pensar. Deveria aproveitar o período para se aprofundar e conhecer mais a história do Flamengo.

Coragem e personalidade serão fundamentais para reverter o quadro.

 

 

 

3 comentários

  1. Não tenho medo da próxima quarta, basta Rueda não encontrar sabemos que será ataque contra defesa, claro que não se pode desprezar vantagens, mais quando frequentava o Maracá com 120 mil torcedores nunca tive medo quando entravamos em desvantagen .( Eu acredito eu confio) Gil , carioca a 30 anos em Seabra B.A onde temos nossa torcida a Fla Seabra.

  2. Amigo… o Fla só está nessa final por causa do Sr. Reinaldo Rueda! Aliás, a segunda final em cerca de três meses! É incrível a incapacidade da mídia brasileira em reconhecer o trabalho de um estrangeiro no futebol local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *