Buraco sem fundo

 

 

 

O Cruzeiro não consegue sair do lugar. Por mais que tente, quase sempre no desespero, o grande clube mineiro não consegue sequer sair da zona do rebaixamento para a Série C ou de suas proximidades. O pior é que os criminosos que fizeram isso com o clube, vão aos poucos sendo esquecidos. As punições são brandas, quando ocorrem e agora já culpam o baixo nível técnico dos jogadores por tudo que vem acontecendo. Sem contar os técnicos que caem a cada jogo, como foi o caso de Mozart depois do empate frente ao Londrina.

Claro que o time é fraco. A credibilidade abalada dificulta grandes contratações, busca de patrocínios e volta aos momentos grandiosos. É  um buraco sem fundo. Temo que tudo se resolva numa canetada e de repente o Cruzeiro volte aos grandes duelos, não por conquista em campo, mas sim por virada de mesa. Já vimos isso com outros clubes, várias vezes no Brasil. Seria o golpe final no respeito a esta instituição, que foi lesada e precisa punir seriamente os culpados e assim voltar a se impor pela lisura. Outro sistema só rebaixaria mais a moral do torcedor, já tão combalida.