Não “falta” nada

Cristiano Ronaldo está acostumado a vencer desafios, quase sempre com certa facilidade. Mas marcar um gol de falta com a camisa da Juventus foi uma das coisas mais difíceis de acontecer para ele. Até o jogo contra o Torino no último sábado, quando depois de 43 tentativas, desde que chegou na Juve, finalmente ele conseguiu.

E aí somaram-se novos recordes.  Antes de mais nada no clube. Desde de 1961 ninguém fazia 25 gols no Campeonato Italiano com esta camisa. O último fora o argentino Omar Sivori. Cristiano também é o primeiro jogador da história a marcar 25 gols ou mais na Série A da Itália, na La Liga espanhola e na Premier League inglesa, numa mesma temporada.

Em 2020 ele jogou 17 jogos e fez 17 gols e este é o quarto jogo seguido onde ele marca. Foi o seu primeiro gol de falta com a camisa do time italiano, onde  no entanto já fez na atual temporada 29 gols em todos os certames, superando a marca do primeiro ano. Além disso é o único atleta a marcar mais de 40 gols em 10 temporadas seguidas, por clube e seleção européia.

CR 7 fez seu gol número 55 de falta. Foram 13 no Manchester United, 32 no Real Madrid, 9 na seleção portuguesa e um na Juventus. Você pode perguntar e no Sporting onde ele começou? Lá em dois anos foram 31 jogos e somente 5 gols. Parecia que não seria o que virou. O grande rival Messi tem 51 gols de falta. Quarenta e cinco no Barcelona e 6 na seleção da argentina. Ou seja, é mais uma briga onde os dois gênios irão se enfrentar. E o futebol agradece.