Questão de cabeça

 

O Corinthians perdeu do Guarani do Paraguai. Não me surpreendo. Nossa cabeça faz milagres, para o bem ou para o mal. A pressão de Libertadores é muito dura para os corintianos. São incríveis as situações adversas, que ocorrem com o time, nesta competição. A maravilhosa exceção de 2012 não apaga os inúmeros vexames que já existiram.

Não importam as circunstâncias ou os adversários. As cobranças mexem demais com alguns clubes em determinadas disputas e nesse caso o Corinthians se abala demais. É preciso primeiro arrumar as ideias antes de procurar um ou outro culpado. É o todo.

Duvido que isso ocorresse num evento nacional. O Corinthians já ganhou de muita gente,melhor que esse Guarani e em situações bem piores. Agora somou mais essa dificuldade. Mais um ano e mais gozações serão acrescidas nas próximas disputas internacionais.

Curioso é que fica uma coisa do clube. O São Paulo, por exemplo, pressiona todos seus jogadores por causa da falta de títulos nos últimos dez anos. Alguns deles eram crianças quando a sina começou. É mesmo questão de cabeça. Ou se acerta isso ou outras “pré Libertadores” serão perdidas lá na frente pelos corintianos. O São Paulo da mesma forma ficará sofrendo com sua falta de conquistas. E o Palmeiras por “não ter Mundial”.