Obrigado negros maravilhosos

 

 

 

 

 

 

Devo tudo ao futebol, logo devo tudo aos negros. O futebol brasileiro ganhou dignidade mundial graças a Leônidas da Silva, Pelé, Ronaldinho Gaúcho, Romário, Neymar, etc. A ginga deles mostrou ao mundo que se fazia algo bom e diferente no nosso país. Pelé então é algo espantoso. Em várias partes do mundo ele é muito mais conhecido que o próprio Brasil.

Sim, há brancos que merecem reverência, mas nem se comparam com a população afro descendente. Zico, Sócrates, Leão, Heleno de Freitas, gente de nível muito alto, que mostrou competência para nos representar bem com a bola nos pés. Mas a verdade é que foi Leônidas com a artilharia na Copa de 1938, que colocou o Brasil no mapa do futebol. E Pelé a partir de 1958, que fez do nosso país uma reverência de grandeza na arte da bola.

No Dia da Consciência Negra faça meu agradecimento público a essa gente maravilhosa. Não sei o que seria de nós sem a população negra no nosso dia a dia. Por certo seríamos bem piores. Infelizmente os números mostram enorme preconceito contra os negros. Isso talvez explique a mediocridade da nação.

Enquanto não dermos chances iguais, o mesmo grau de respeito e espaço, não seremos um país inteiro. Seremos sempre menores. Houve um tempo em que os jogadores também tinham que ser brancos para poderem atuar. Alguns usavam pó de arroz no rosto para jogarem com os pseudos nobres. E nosso futebol era um nada. Quando vieram as oportunidades iguais, subimos para patamares inimagináveis.

Tomara que tenhamos o mesmo processo no dia a dia. Essa gente que trabalha com tanta gana, que sofre muito mais que os demais, que é obrigada a fingir que não são vistos de forma diferente, pode levar o Brasil aos mesmos sucessos que levaram nosso futebol. Eu acredito muito nisso, mas infelizmente pessoas menores continuam nos levando a vivermos com imensas diferenças.