Cartão Vermelho

Um livro sobre futebol está “censurado” no Brasil. O nome dele é Cartão Vermelho: Como os EUA Revelaram o maior Escândalo Esportivo do Mundo e o autor é o americano Ken Besinger.  Ele foi lançado na América em junho de 2018 e a Globo Livros comprou os direitos para o Brasil, mas não pretende lança-lo o que contraria bastante o escritor, que cobra o lançamento entre nós.

Há muitos brasileiros nos rolos da Fifa. Aliás tudo começou quando João Havelange assumiu a entidade em 1974. A partir dali o dinheiro começou a fluir por todos os lados e gente da pior espécie se aproximou do principal esporte mundial. Besinger afirma que Ricardo Teixeira agia como gangster na entidade. Não me surpreendo. As negociações de direitos dos grandes eventos são sempre nebulosas. E poucos estão na cadeia.

Lamento muito não podermos ler esta obra, pelo menos com lançamento brasileiro. Há disponibilidade em inglês, em português de Portugal, que se consegue através de site e até em alguns países da América em espanhol. Vale o investimento. Muito do que já escreveu Andrew Jennings no seu Jogo Sujo, O Mundo Secreto da Fifa, confirma-se e ainda temos detalhes das investigações do FBI, que levaram, entre outras tranqueiras, José Maria Marin para a cadeia.

Esse tipo de informação não pode ficar restrita a poucos. Além dos bandidos do nosso futebol brasileiro seguirem sem punição, ainda nos tiram a possibilidade de sabermos detalhes dos crimes deles. Seria muito importante essa publicação em nome da transparência que esperamos. Por que esconder fatos e preservar marginais e suas ações bandidas? O que queremos para o futebol? Que se repense essa “proibição”.