Deu para o gasto

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

O primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil, entre Cruzeiro e Corinthians, deu para o gasto. O Cruzeiro precisava ganhar, fez um golzinho e segurou o resultado. Deu para o gasto para os corintianos. Seguraram o um a zero e apostam na força da Arena de Itaquera, para reverter a derrota e ganhar a competição.

É muito pouco para todos. O Corinthians pode mais, o Cruzeiro pode mais, o futebol merece mais. Dois times com estratégias defensivas, que sofrem para fazer gols, mesmo sabendo que o esporte foi criado para marcá-los, não com o principal objetivo de evitá-los.

Claro que a final está em aberto. Uma bolinha parada, uma falha eventual ou, quem sabe, algo criativo no começo da partida do dia 17, podem levar o título para um lado ou outro. Mas sem dúvida foi frustrante, não surpreendente. Eu não esperava mais do que vi. No entanto, os dois precisam dar bem mais aos seus fãs, se pretenderem manter as marcas em alta.

Um dos dois será o campeão. O mal futebol ficará esquecido para o vencedor. Não deveria. Cruzeiro e Corinthians podem bem mais que isso que apresentaram. Espero ver em São Paulo algo com qualidade mais elevada. Mas só espero. Acreditar, não acredito.