Brasil começa mal

(Foto: Evaristo Sá/AFP)
(Foto: Evaristo Sá/AFP)

Não foi boa a estreia do Brasil na Olimpíada. O resultado, claro que não foi bom, mas a atuação é sempre o que mais preocupa.

Como já falei em outras oportunidades, gosto da ideia de jogo do técnico Rogério Micale, mas ela não foi bem executada contra a África do Sul.

Com a marcação adiantada, contra um adversário fechado, as inversões de jogo são necessárias para mexer com a linha de defesa adversária e isso pode abrir espaços. Faltou também paciência para trabalhar a bola, o time acelerou muito, isso dificulta para entrar em uma defesa fechada e dá chance para o contra-ataque.

O Brasil tem um time forte, está com praticamente sua força máxima sub-23, pode e deve crescer ao longo da competição, mas algumas situações dentro da proposta de jogo de Micale devem ser melhoradas.