Seleção deixa boa impressão

Foto: AFP
Foto: AFP

No último amistoso antes da Olimpíada, o Brasil fez boa partida contra o Japão. O principal ponto não é o resultado do jogo e nem a qualidade do adversário.

Rogério Micale tem conceitos de jogo que me agradam. Marcação adiantada, pressão para rápida recuperação de bola e movimentação ofensiva, isso cria um ótimo volume de jogo.

No início do jogo, alguns pontos dificultaram a atuação do time. A defesa japonesa muito fechada não permitia espaços, neste momento faltou usar um pouco mais as inversões de lado, que é outro conceito importante nesta proposta de jogo.

Algumas observações podem ser feitas:

-O trio Gabriel, Neymar e Gabriel Jesus se entendeu muito bem, todos rápidos, habilidosos e goleadores.

-Com os pontas caindo muitas vezes para o meio, é necessária a passagem dos laterais, Douglas Santos faz muito bem essa função, Zeca ainda está tímido.

-Com Marquinhos e Rodrigo Caio, o Brasil tem dois zagueiros rápidos e com boa técnica, ótimo para o conceito aplicado.

– Renato Augusto pode ajudar muito na saída de bola, o jogador para encaixar um passe no meio da linha adversária.

-A experiência com os 4 atacantes juntos não foi boa, sem Felipe Anderson o time acelerou muito e perdeu um pouco do controle do jogo.

As ideias são boas, o conceito é legal e acho que não deve ficar limitada aos jogos olímpicos, a seleção precisa ter um caminho, uma ideia de jogo e esta é muito boa.