A casa caindo

AFP
AFP

Foram mais de 40 anos de sujeira na Fifa. João Havelange assumiu em 1974 e o jogo nunca mais foi o mesmo. Vieram juntos Blatter, Ricardo Teixeira, José Maria Marin, Nicolas Leoz, Julio Grondona e coisas do tipo, pelo mundo afora. Empresas fantasmas, laranjas, lavagem de dinheiro, contas mal explicadas, Cpis, auditorias, e eles, sempre, conseguindo se livrar. Mas, em algum momento, alguém cometeu um erro. Até fortalecidos pelo enriquecimento fácil do mundo das propinas, perderam os limites. Resolveram lavar dinheiro no mercado financeiro dos Estados Unidos. E aí aconteceu o fenômeno  Al Capone. Foram pegos pelo Imposto de Renda e o FBI entrou em ação.  A maravilhosa prisão de Marin e mais sete do grupelho foi um alento para quem gosta de coisas sérias. A reeleição de Blatter, horas depois, mostrou, no entanto, que a corja ainda estava unida. Até vir a renúncia de Blatter, poucos dias depois. Nada poderia ser melhor. Espero que  não se pare por aí. Eles roubaram muito e precisam pagar pelos seus crimes. Cadeia é o mínimo que se espera para todos. O Brasil foi fortemente influenciado pela corrupção da Fifa. Os clubes ficaram miseráveis. Os cartolas ricos. A CBF uma potência. Federações também. E as equipes de futebol vivendo de migalhas e, ainda assim, atraindo vários dirigentes tentando explorá-las. Antes desse bando invadir o futebol, cansei de ver, aqui no Brasil, gente colocando dinheiro do bolso nos times que amavam. Não era algo profissional, porém, não se roubava. Hoje, salvo raríssimas exceções, o que mais se faz é usar dinheiro do futebol em proveito próprio. Está tudo tão poluído que acho difícil voltarmos ao estágio anterior. Lembram do Tropa de Elite Dois, quando uma quadrilha cai e outra assume? O mais provável é que caminhemos para isso. Mas, a satisfação de ver a casa, do bando atual, cair, é algo de sonho. Já me belisquei várias vezes, achando que estava dormindo. Não estou. Que bom. Tomara que, aproveitando o momento, a Polícia Federal brasileira, que é tão próxima da CBF, cumpra sua parte e faça, aqui,o que se está fazendo na Fifa. Aí o futebol voltará a ser um jogo. Limpo, resolvido dentro de campo. Que a idade não seja motivo para livrar a cara de ninguém. A idade vem para todos. Os canalhas, também envelhecem e não deixam de ser canalhas por causa disso.