Fantasma exorcizado

Foto: Jeferson Guareze / AFP

A noite prometia ser fantasmagórica para o torcedor brasileiro. Também pudera. Se em condições normais o Paraguai está mais para Gasparzinho do que para Assombroso, no retrospecto o medo do fantasma paraguaio fazia algum sentido, Em 2011 e em 2015, nessa mesma Copa América, nessa mesma fase, o Brasil caíra diante do rival nos pênaltis. E não é que o drama se repetiu na arena gremista em Porto Alegre?

Verdade seja dita. Os pupilos de Tite criaram boas possibilidades de evitar os penais, principalmente depois da expulsão de Balbuena. Foram nove chances reais em pelo menos 20 chutes a gol. Caprichosa, a bola hesitou em entrar. Ora era interceptada pelo ótimo Gatito, ora desviada por algum paraguaio ávido por por tirar a pelota pra longe de sua área. A entrega do Paraguai é digna de elogio e na base da raça – e também da sorte – conseguiu segurar a seleção brasileira até o apito final.

Drama escrito e ensaiado, hora dos penais. Alisson ao pegar a primeira cobrança acenou com a possibilidade real de exorcizar esse fantasma. Mas quando Firmino chutou para fora, ele ameaçou assustar a plateia gaúcha, Quem se assustou, entretanto, foi Derlis Gonzales, O atacante santista mandou pra fora e ainda viu Jesus finalizar o exorcismo. Já era!

Que venham as semifinais. Tudo indica que será a Argentina o rival da próxima fase. Vamos aguardar!

3 comentários

  1. Caro, Celso Cardoso

    O Brasil joga o suficiente para ganhar da superpotência Bolívia, empatar com as superpotências Venezuela e Paraguai.
    Pelo meio ganhou da superpotência Peru, que jogou sem muita pressão e a passo de caracol.

    A selecção do Brasil até pode vir a ganhar a Copa América, mas quando apanhar selecções a sério que joguem colectivamente e que possuam cultura táctica que é administrada pelo seus treinadores, cairam que nem tordos…

    Grandes craques, habilidade pura….

    É a velha história do futebol brasileiro desde sempre, mas a muito tempo não é por aí que se chega a Campeão do Mundo.

    Obs. : Além de treinadores a sério, também não temos empresas a sério para a colocação dos gramados!!

    Verdadeiros batatais a céu aberto…..

    VERGONHA!!

    Bem haja

  2. É, o fantasma foi exorcizado, mas ele anda rondando a nossa seleção, enquanto o Tite não provar que é realmente um treinador de seleção, vamos ter sempre estes fantasmas à nossa frente. Acho que falta ao Tite um pouco de experiência e aquela “esperteza” que os técnicos sulamericanos tem de orientar seus jogadores para mudar a forma de jogar, trocando de posição, falta aos jogadores aquela “malícia” do argentino, uruguaio e outros para segurar um atacante na área sem cometer falta, tirar o adversário do jogo, dando um totozinho no joelho, tornozelo, um pisão no dedão ou dedinho, jogadas comuns antigamente, mas hoje nossos jogadores não sabem utilizá-las sem cometer faltas. Aliás eles parecem ter medos de fazer faltas, parar o jogo. O Tite precisa aprender isso.
    Um abraço.

  3. celso!o certo seria falar com sua producao mas tenho que mostrar minha indignacao !reportagem sobre os 50 anos da gavioes!e lamentavel mostra como voces sao dependentes do sscp!time horrivel fora de tudo mas sempre dao um jeito de puxar o saco!audiencia menos que 1 ponto por isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *