Vaias merecidas

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Ao final do jogo no Allianz Parque, a maior parte da torcida vaiou o empate em zero a zero entre Palmeiras e Atlético Mineiro. E o que despertou a raiva do torcedor não foi a falta de gols, e sim o fraco futebol apresentado pelas duas equipes. Tratando-se de um duelo entre dois favoritos ao título, esperava-se muito mais de ambos. Muitos erros de passes e a pouca inspiração ratificaram o baixo nível técnico da partida.

Pra não dizer que tudo fora um fiasco, vale destacar a participação de Keno, o melhor do Palmeiras no jogo, e as atuações de Victor, que defendeu um pênalti, e dos meias Valdívia e Maicossuel, atletas que entraram no segundo tempo e deixaram o Atlético mais perto do gol.

Sem Felipe Mello, Zé Roberto e Borja entre os titulares, o Palmeiras foi ligeiramente melhor, mas não vi o bom futebol destacado por Cuca depois da partida. A atuação foi supervalorizada pelo treinador que ainda busca a formação que possa incorporar o espírito da equipe campeã nacional no ano passado. E vai ter muito trabalho! Pra quem começou a temporada como grande favorito, ainda há muito o que mostrar.

2 comentários

  1. O Palmeiras precisa de um lateral esquerdo, um meia e um matador, centroavante alto, artilheiro, que jogue enfiado no meio dos beques fazendo o pivô para Borja, Dudu e William. E no futebol de hoje esse centroavante ajuda na defesa também em bolas paradas. O nosso armador e nosso centroavante é o Mina, um absurdo. O Eduardo Batista acabou com o nosso time, ele destruiu nosso esquema tático, mandando o Lucas Barrios embora e menosprezando o Borja para favorecer o William.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *