A arte do Gaúcho

Jogador consagrado, ganhador de todos os títulos importantes individuais e coletivos, Ronaldinho Gaúcho precisou viver um momento emocional doloroso para colocar em prática quase todo o repertório que tem.

E quem pagou o pato foi o Figueirense.

O Galo goleou os catarinenses por 6 a 0 e Ronaldinho, que ficara “orfão” do padrasto na sexta-feira, marcou três e participou de outros dois gols.

Driblou, gingou, dominou, passou, chutou, orientou, comandou, assumiu e decidiu. Azar do rebaixado Figueirense. Foi a maior goleada do Brasileirão-12.

Será que não dá para fazer tudo isso com a camisa da Seleção Brasileira?

Um comentário

  1. Pingback: ebaykleinanzeigen

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *