Luciano do Valle

Divulgação
Divulgação

Trabalhei com Luciano do Valle em duas oportunidades. Primeiro na Tv Record, por volta de 1984 e depois como funcionário dele na Tv Bandeirantes. Sempre me tratou muito bem. No começo achou que eu poderia acompanhá-lo nas jornadas históricas de vôlei. Sai da parada. Tinha gente muito melhor para a função, no caso, Ely Coimbra. Depois fui para a equipe do Show do Esporte e ,de repórter, passei a comentar jogos para a Rede e depois do Campeonato Italiano. Foi um divisor de águas na minha carreira profissional.

Quando sai para a Jovem Pan tinha outra cabeça e outras pretensões. Depois da Copa de 1990, onde trabalhamos juntos, cada um foi para o seu lado, porém nossos encontros eram sempre festivos. Fica, da minha parte, um enorme respeito. Mesmo quando ele criticou uma postura minha, num evento em Recife, jamais respondi. Isso chama-se respeito. Ele ajudou muita gente no meio. Deu muitos empregos, criou bastante. O esporte no Céu ficará mais inventivo.